Baixe nosso App Gratuito

Agito Cultural Zona Norte
Powered by Conduit Mobile

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mostra do audiovisual Itália/Brasil, inauguração 27/06


Mostra do audiovisual Itália/Brasil, inauguração 27/06


quinta-feira, 16 de junho de 2016

Clube Esperia recebe MC Gui em Festa Junina mais animada da Zona Norte O arraiá do Clube acontecerá nos dias 25 e 26 de junho, com diversas atrações musicais, brincadeiras e comidas típicas






Considerado um dos clubes mais tradicionais de São Paulo, o Esperia já marcou a

data para a Festa Junina mais aguardada por associados e convidados! Este ano o

evento acontecerá nos dias 25 e 26 de junho e contará com um show especial do MC

Gui, além de barracas de brincadeiras e de comidinhas típicas.

A festa promete! No dia 25 (sábado), a partir das 19h30, o Clube recebe o MC Gui.

Um dos grandes ícones da garotada, o jovem cantor sobe ao palco do Esperia

trazendo no repertório músicas que o levaram ao topo das paradas como “Segue o

Fluxo”, “Sonhar”, entre outras. Além do artista, em dois dias de festa, o Clube terá a

banda Brazilian Plaza, o grupo Nova Cor do Samba, a dupla Bred & Breno, além de

um espetacular show pirotécnico.

No cardápio, opções para todos os gostos com barraquinhas de tapioca, pamonha,

pastel, churrasco, fogazza, batata frita, caldos, quentão e a grande novidade food truck

de comida portuguesa, Pizza e um Truck de Hamburguer.

Um gigante parque de diversões para adultos e crianças que irão se divertir com

brincadeiras como pescaria, boca do palhaço e tomba lata e a criançada vai poder se

esbaldar também nos brinquedos infláveis.

Os visitantes poderão aproveitar para conferir o Bazar Beneficente, promovido pela

Comissão Social Feminina do Esperia, que acontecerá no Ginásio de Esportes, no

sábado das 15h às 22h30 e domingo das 12h às 21h30.A festa será aberta para não

associados que poderão adquirir os ingressos através do site:

http://portal.esperia.com.br/ ou diretamente no Clube.

Atrações

Sábado 25/06:

18h–Banda Brazilian Plaza

19h30– Show MC Gui

20h40– Apresentação de Dança Sertaneja com Ita Lopes e Carol Jesus

21h – Nova Cor do samba

22h15– Banda Brazilian Plaza

Domingo 26/06:

12h ás 17h – Música Ambiente

17h– Banda Brazilian Plaza

19h45 – Apresentação de Dança Sertaneja Emerson e Patricia

20h00 – Show Sertanejo com Bred& Breno

21h – Show Pirotécnico

21h20 – Banda Brazilian Plaza

Informações

Data: 25 de junho (sábado) / 26 de junho (domingo)

Horário: sábado, das 17h às 23h / domingo, das 12h às 23h

Local: Clube Esperia

Endereço: Av.Santos Dumont, 1313 – Santana

Telefone: 2223-3300

Site:http://portal.esperia.com.br/

Ingressos Associados – entrada franca

Convidado (inclusos shows) - antecipado R$ 20,00 e no dia do evento R$ 30,00

* Criança pagante a partir de 10 anos

Estacionamento: associados - Clube / Convidados – no Anhembi (entrada carro pelo

portão 38 Olavo Fontoura e saída pelo portão 2 –Rua Olavo Fontora).

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Ainda há tempo para os artistas se inscreverem no 10° Premio Internacional Arte Laguna

Escrevemos para comunicar que as inscrições para o 10° Premio Internacional Arte Laguna são abertas ate o dia 12 de Dezembro 2015.
Pedimos, por favor, a vossa disponibilidade de divulgar a noticia por meio da publicação no vosso site internet o newsletter.
Ficamos a espera da vossa resposta e para mais informações podem escrever-nos.
Muito obrigados pela atenção. Cumprimentos.
https://www.youtube.com/watch?t=162&v=1E7hDs2QKWc http://www.artelagunaprize.com/pt/ 10° PRÊMIO INTERNACIONAL DE ARTE LAGUNA DEADLINE 12 de Dezembro 2015
APLIQUE AGORA O Prêmio Arte Laguna é um prêmio internacional de arte, com o objetivo de reforçar a Arte Contemporânea. O Prêmio obtido uma medalha do presidente da República Italiana. Um júri internacional irá selecionar 120 artistas finalistas para: • 6 prêmios em dinheiro de € 7,000 cada um • grande exposição coletiva no Arsenale de Veneza • 4 exposições em galerias internacionais de arte • 2 colaborações com empresas • 7 Residências Artísticas • 3 Festivais Internacionais • a publicação do catálogo O Prêmio Prêmio Laguna Arte não é apenas um concurso de arte, mas também é uma grande oportunidade para expor suas obras de arte na Arsenale de Veneza, para ganhar uma ampla gama de diferentes prémios e oportunidades de carreira e se juntar a uma rede internacional de instituições artísticas e pessoas criativas. Dinheiro do prêmio € 7.000,00 Pintura € 7.000,00 Escultura e Instalação € 7.000,00 Arte Fotográfica € 7.000,00 Vídeo Arte e Performance € 7.000,00 Virtual e Arte Digital € 7.000,00 Terra Art - concebido e criado com Thetis SpA Exposições e catálogo Exposição principal - Arsenale de Veneza Exposição de Arte Virtual - Telecom Italia Future Centre Catálogo bilingue publicado pela ODE Prêmios Artist in Gallery Organização de 4 exposições pessoais, incluindo criação, a cobertura das despesas de transporte, a publicação do catálogo digital Gaia Gallery, Istambul Turquia Galerie Isabelle Lesmeister, Regensburg Alemanha Galeria Fernando Santos, Porto Portugal ART re.FLEX Gallery, São Petersburgo Rússia Prêmios Artist in Residence Seleção de 10 artistas para a participação em programas de residências artística internacionais Fundação Basu para as Artes, Kolkata Índia Swatch Art Peace Hotel, Shanghai China Taipei Artist Village, Taipei Taiwan Berengo Foundation, Murano Itália Espronceda, Barcelona Espanha Fundação Artística Battaglia, Milan Itália Serigrafia Artística Fallani, Veneza Itália Business for Art Prizes Seleção de 2 projectos criativos para a colaboração com 2 empresas que representam o "Made in Italy" 5000 € deglupta, Veneza Itália Artwork madeira com Riva 1920, Cantù Itália Festivais & Exposições Seleção de 12 artistas para a participação em eventos coletivos Estadias de arte, Ptuj Eslovénia Art Nova 100, Beijing China Abertura da Exposição Internacional de Esculturas e instalações, Veneza LOCAL ESPECIAL PARA A EXPOSIÇÃO DOS FINALISTAS A maior exposição coletiva que terá lugar no local histórico do Arsenale, em Veneza, em Março de 2016. O local de prestígio na lagoa vai sediar a exposição de 30 obras de pintura, 30 esculturas e instalações, 30 obras de arte fotográfica, 10 vídeos, projetos de arte de 10 terrenos, 5 performances que serão executadas ao vivo durante a cerimónia de abertura da exposição. LOCAL dedicado para a SECÇÃO de ARTE DE DIGITAL Os finalistas da seção de arte virtual e digital serão em exibição no Future Centre, a casa da Telecom Italia em Veneza, uma incubadora para o desenvolvimento de novas oportunidades de negócios para as telecomunicações e novas tecnologias, o lugar ideal para sediar os 5 trabalhos desta seção: 5 maneiras de entender a arte virtual e digital, através de computadores, tablets, aplicativos e dispositivos. QUEM É o júri A selecção das obras apresentadas será feita por um júri internacional composto por peritos de alto nível: • Diretores de museus • Curadores • críticos de arte Eles vão escolher os 6 vencedores em geral para categorias do concurso. CURADOR e chefe de JÚRI Igor Zanti (Itália, curador e crítico de arte) JÚRI Miguel Amado (Portugal, Senior Curator at Middlesbrough Institute of Modern Art in the UK) Anna Bernardini (Itália, Artistic Director of Collezione Panza) Barbara Boninsegna (Itália, Artistic Director of Centrale Fies – Centre for the performing art production in Trento) Denis Curti (Itália, Artistic Director of Casa dei Tre Oci in Venice and of the Capri Photography Festival) Enrico Fontanari (Itália, Urban Planner, Professor of Urban and Landscape Design at IUAV University in Venice) Suad Garayeva (Azerbaijan, Curatorial Director of YARAT Contemporary Art Centre's exhibitions and permanent collection) Vasili Tsereteli (Russia, Executive Director of MMOMA - Moscow Museum of Modern Art) Sabrina Van der Ley (Noruega, Director of the Contemporary Art department at the Nasjonalmuseet in Oslo) Simone Verde ((Itália, Art Historian, Supervisor of scientific research and publications of the French agency France-Muséums, in charge of the creation of Abu Dhabi’s Louvre) Bettina von Dziembowski (Alemanha, Director of the Springhornhof Foundation & Art Association in Neuenkirchen)https://www.youtube.com/watch?t=162&v=1E7hDs2QKWc http://www.artelagunaprize.com/pt/

Carta 1 - Luiz Gama - Espetáculo Alma Negra

Curta nossa página no face:
https://www.facebook.com/espetaculoalmanegra/



segunda-feira, 23 de março de 2015

Cultura Livre SP apresenta Moraes Moreira, Davi Moraes e Fabiana Cozza em shows gratuitos

Cultura Livre SP apresenta Moraes Moreira, Davi Moraes e Fabiana Cozza em shows gratuitos

O projeto da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo promove apresentações em homenagem aos 40 anos do álbum “Acabou Chorare”, com Moraes Moreira e Davi Moraes, e à cantora Clara Nunes, com releituras de seus clássicos na voz de Fabiana Cozza


O Cultura Livre SP transforma o Parque da Juventude em palco para o show “40 anos de Acabou Chorare” de Moraes Moreira e Davi Moraes, em que homenageiam um dos álbuns clássicos da música brasileira, no domingo (29.03), às 17h.  No mesmo dia, às 15h, o espaço também recebe a cantora Fabiana Cozza com “Canto Sagrado”. Na sexta (27.03), às 12h, há apresentação do Sopro Brasil - Quinteto de Metais Spalla na Praça da Esperança do Hospital das Clínicas.

O Cultura Livre SP é realizado em parceria com a Secretaria do Meio Ambiente, da Saúde e de Saneamento e Recursos Hídricos, e executado pela APAA - Associação Paulista dos Amigos da Arte. As apresentações ocorrem aos domingos no Parque da Juventude, Ecológico do Tietê e Villa Lobos e às sextas na Praça da Esperança do Hospital das Clínicas.

Moraes Moreira e Davi Moraes - 40 anos de "Acabou Chorare": O segundo disco dos Novos Baianos continua tocando sucessivas gerações com canções como “Preta, Pretinha” ou “Brasil Pandeiro”. Elas são delicadas, roqueiras, contemplativas e suingadas. Além de recriar as composições do disco, nas apresentações Moraes Moreira, em companhia do filho Davi Moraes, conta ao público um pouco sobre o LP, as gravações, a convivência com os Novos Baianos, com João Gilberto e sua carreira.

Fabiana Cozza com “Canto Sagrado”: O show é uma celebração da brasilidade e de todo um universo popular que Clara Nunes revelou e registrou. O repertório é composto por músicas de várias fases da cantora mineira e a releitura de clássicos como "Conto de Areia", "Canto das Três Raças", "Meu sapato já furou", "Portela na Avenida” que mostram diferentes ritmos, pontuados pelo sentido sagrado de cada canção e pela originalidade na expressão de Fabiana Cozza. A banda é formada por 5 músicos e a cantora Fabiana Cozza. São eles: Edson Sant´Anna (piano), Henrique Araújo (cavaco e bandolim), Lula Gama (violão), André Santos (baixo), Douglas Alonso (bateria) e Léo Rodrigues (percussão). Todos integraram a gravação do CD/DVD “Canto Sagrado” e fazem parte do grupo há pelo menos 5 anos.

Sopro Brasil - Quinteto de Metais Spalla: O Quinteto de Metais Spalla foi fundado em Abril de 2009 por músicos de Orquestras Brasileiras.  O repertório tem música brasileira, clássicos populares, repertório clássico tradicional, jazz, músicas folclóricas. O Quinteto é formado por dois trompetes, uma trompa, um trombone, uma tuba, essa formação é oriunda das formações de Câmara de Orquestra Sinfônica.


Programação Cultura Livre SP 

Sexta-feira (27.03)
Praça da Esperança do Hospital das Clínicas
12h30 - Sopro Brasil - Quinteto de Metais Spalla

Domingo (29.03)
Parque da Juventude
15h - Canto Sagrado - Fabiana Cozza
17h – Moraes Moreira e Davi Moraes - 40 anos de "Acabou Chorare" (música)

segunda-feira, 16 de março de 2015



Show humorístico musical “A Ciranda da Terceira Idade”
Participe da promoção e concorra a 10 (dez) convites para a estreia do show humorístico musical “A Ciranda da Terceira Idade” com Xavier Peteó, que acontece nesta terça-feira (17/03) às 21h no teatro Paiol Cultural à Rua Amaral Gurgel, 164 - Centro - São Paulo.
O espetáculo com texto de Pasqual Lourenço e Pedro Tudech terá curta temporada que vai de 17 de março a 02 de junho e promete divertir a plateia ao tratar de temas atuais como sexualidade, amizade, desabafos e consequências causadas pelo avanço da idade.
Ator, humorista, compositor, cantor e um extraordinário ‘showman’ Xavier Peteó se credencia pela notável carreira profissional iniciada no teatro e passagens por emissoras de televisão em programas humorísticos, teleteatro, programas infantis entre outros.
Xavier com uma bem-humorada análise sobre a terceira idade inicia cantando a música “Terceira idade é a Vovozinha”, e envolve a imediata a participação da plateia que repetem o refrão que é homônimo do título da canção.
Em uma sequência de blocos intercalados por anedotas, observações e canções tratando de temas ligados ao cotidiano do idoso.
Para concorrer basta enviar um e-mail para o endereço eletrônico janiopires@creattomidia.com.br criando uma frase que contenha as palavras “CULTURA e TERCEIRA IDADE”, e seu nome e telefone de contato.
Os dez primeiros e-mails enviados, por ordem de chegada com as respectivas frases  ganharão os convites sendo que cada um tem direito a um acompanhante. Os convites devem ser retirados na recepção do teatro e trocados por ingressos na bilheteria meia hora antes do início do espetáculo.
CREATTO MIDIA ASSESSORIA DE IMPRENSA
Jornalistas responsáveis:
Jânio Pires - janiopires@creattomidia.com.br / (11) 98744-6498
Sandra Kanashima - sandra@creattomidia.com.br / (11) 98160-0678

Acessem o blog:

Facebook:

Contatos para shows:
Véra Camillo - veracamillo@uol.com.br / (11) 99629-2149

FICHA TÉCNICA

Texto: PASQUAL LOURENÇO e PEDRO TUDECH 
Música: XAVIER PETEÓ
Direção: PASQUAL LOURENÇO
Duração do espetáculo: 70 minutos
Produção: PEG-SHOW PRODUÇÕES
Temporada: De 17 de março a 02 de junho de 2015.
Apresentações: TODAS AS TERÇAS-FEIRAS, ÀS 21 HORAS
Local: TEATRO PAIOL CULTURAL
Rua Amaral Gurgel, 164 – Tel. (11) 3337-4517

Ingressos: INTEIRA - R$ 60,00 * MEIA - R$ 30,00

terça-feira, 3 de março de 2015

A Curadoria de Dança já está a todo vapor









A Curadoria de Dança já está a todo vapor e você interessado poderá enviar sua inscrição para o e-mail:
agitodanca@gmail.com
Aguardamos seu projeto!

A Curadoria de Artes Visuais já está a todo vapor







A Curadoria de Artes Visuais já está a todo vapor e você interessado poderá enviar sua inscrição para o e-mail:
agitoartesplasticas@gmail.com
Aguardamos seu projeto!

A Curadoria de Literatura já está a todo vapor



A Curadoria de Literatura já está a todo vapor e você interessado poderá enviar sua inscrição para o e-mail:
agitoliteratura@gmail.com
Aguardamos seu projeto!

A Curadoria de Música já está a todo vapor

A Curadoria de Música já está a todo vapor e você interessado poderá enviar sua inscrição para o e-mail:
agitomusicas@gmail.com
Aguardamos seu projeto!

A Curadoria de Teatro já está a todo vapor

A Curadoria de Teatro já está a todo vapor e você interessado poderá enviar sua inscrição para o e-mail:
agitoteatro@gmail.com
Aguardamos seu projeto!

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Vaticano lança calendário com padres jovens - O que vocês acharam?

Vaticano lança calendário com padres jovens

Vaticano lançou um calendário com fotos de 12 jovens padres. A Igreja alerta que o objetivo é levar informações sobre a Santa Sé à população e não instigar desejos pecaminosos.
As fotos estão gerando opiniões diversas: alguns condenam a atitude do Vaticano, enquanto outros apoiam.
Contudo, as fotografias não são novidade. O Vaticano já publica imagens do gênero desde 2003.
O que vocês acharam?

Confira: http://www.calendarioromano.org./

Fonte:http://wp.clicrbs.com.br/

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

RIO TIETÊ TAMBÉM PODE SER ASSIM - DEPENDE DA POPULAÇÃO, JÁ QUE O GOVERNO NÃO PONHE OS RIOS COMO PRIORIDADE DE PLANEJAMENTO

 27 DE DEZEMBRO DE 2013 – Fonte: http://outraspalavras.net/outrasmidias/
Contaminação que marcou era industrial começou a ser revertida no século 20. Seul, recordista, limpou seu rio em apenas quatro anos
O crescimento desordenado das cidades, somado ao descaso do poder público e à falta de consciência da população, fazem com que boa parte dos rios urbanos do Brasil mais pareçam a extensão das lixeiras. A falta de tratamento de esgoto e o descarte de poluentes industriais são os grandes vilões para esse quadro.
Atualmente, os 500 maiores rios do planeta enfrentam problemas com a poluição, segundo dados da Comissão Mundial de Águas. Contudo, diversas cidades conseguiram transformar seus rios mortos em belos retratos de cartão-postal, como Paris e Londres, integrando-os à sua vida econômica e social. Eis alguns exemplos que podem inspirar as autoridades brasileiras para que alcancemos os mesmos resultados.
Sena pode estar 100% despoluído em 2015 (Foto: Danielle Meira dos Reis)
1. Rio Sena, Paris (França)
O Sena, em Paris, foi degradado por conta da poluição industrial, situação comum a outros rios europeus. Neste caso, porém houve um agravante: o recebimento de esgoto doméstico.
Por conta de seu estado lastimável, desde a década de 1920 o Sena é alvo de preocupações ambientais. Mas foi apenas em 1960 que os franceses passaram a investir na revitalização do local construindo estações de tratamento de esgoto. Hoje já existem 30 espécies de peixes no rio, mas o processo para que isso acontecesse foi lento.
No começo, havia apenas 11 estações em funcionamento. Em 2008 já eram duas mil, mas a meta é que em 2015 o rio já esteja 100% despoluído. Como parte do processo de tratamento de esgoto, o governo criou leis que multam fábricas e empresas que despejarem substâncias nas águas. Além disso, há um incentivo entre 100 e 150 euros por hectare para que agricultores que vivem às margens do rio não o poluam.
Tâmisa era conhecido antes como o “Grande fedor” (Foto: Wikimedia Commons)
2. Rio Tâmisa, Londres (Reino Unido)
O Tâmisa tem quase 350 km de extensão e um longo histórico de poluição. As águas deixaram de ser consideradas potáveis ainda em 1610, por conta da falta de saneamento básico da Inglaterra. Ocorriam até mesmo mortes por cólera. Em 1858, no entanto, reuniões parlamentares precisaram ser suspensas por conta do mau cheiro das águas, o que levou os governantes a resgatar a vida do rio apelidado como “Grande fedor”.
Na época foi colocado em prática uma alternativa sem êxito, já que o sistema que coletava o esgoto despejava os dejetos recolhidos no rio a certa distância abaixo da cidade. Apenas entre 1964 e 1984 novas ações de revitalização surtiram efeito. Foram criadas duas estações de tratamento de esgoto com investimentos de 200 milhões de libras. Quinze anos depois, um incinerador passou a dar destino aos sedimentos vindos do tratamento das águas, gerando energia para as duas estações. Fora isso, hoje dois barcos percorrem o Tâmisa de segunda a sexta e retiram 30 toneladas de lixo por dia.
Famoso rio de Lisboa teve investimento de 800 milhões de euros (Foto: Wikimedia Commons)
3. Rio Tejo, Lisboa (Portugal)
Para despoluir o famoso rio de Lisboa foram investidos 800 milhões de euros. A revitalização, que se encerrou em 2012, incluiu obras de saneamento e renovação da rede de distribuição de águas e esgotos, visto que os dejetos eram depositados diretamente nas águas do rio. Foram beneficiados com o projeto 3,6 milhões de habitantes.
O Tejo é o maior rio da Europa ocidental e passou a ser despoluído com a criação da Reserva Natural do Estuário do Tejo, em 2000. O plano envolveu a construção de infraestrutura de saneamento de águas residuais e renovação de condutas de abastecimento de água. Hoje, até golfinhos voltaram a saltar nas águas do rio europeu.
4. Rio Cheonggyecheon, Seul (Coreia do Sul)
Os 5,8 km do rio que corta metrópole foram revitalizados em apenas quatro anos (Foto: longzijun)

Pode parecer mentira, mas os 5,8 km do rio que corta a grande metrópole de Seul foram totalmente revitalizados em apenas quatro anos. Hoje ele conta com cascatas, fontes, peixes e é ponto de encontro de crianças e jovens.
Seu renascimento começou em julho de 2003, quando o governo da cidade implodiu um enorme viaduto (com cerca de 620 mil toneladas de concreto) que ficava sobre o rio e começou, em paralelo, um grande projeto de nova política de transporte público e construiu diversos parques lineares, ampliando a quantidade de áreas verdes nas ruas para uma cidade sustentável. Todo o processo teve um investimento de 370 milhões de dólares.
Com as melhorias ambientais, a temperatura em Seul diminuiu 3,6°C, além de haver melhorias econômicas para a cidade. O rio sul-coreano era responsável pela drenagem das águas da metrópole com mais de 10 milhões de habitantes quando seu leito se tornou poluído. Hoje, as águas que correm por lá são bombeadas do Rio Han, outro que passou pelo processo de despoluição.
O Han também passou por mudanças e hoje já tem algumas espécies de peixe (Foto: Divulgação)
5. Rio Han, Seul (Coreia do Sul)
Formado pela confluência dos rios Namhan e Bukhan, ele passa por Seul e se junta ao rio Imjin, que em seguida deságua no Mar Amarelo. Com 514 km de extensão, sendo 320 navegáveis, o rio sempre teve papel fundamental para o desenvolvimento da região, visto que era fonte para a agricultura e o comércio, além de ajudar na atividade industrial e na geração de energia elétrica.
No entanto, o Rio Han sofreu grande degradação durante a Segunda Gerra Mundial e Guerra da Coreia, além de receber o despejo de esgoto.
Mas, em 1998, com o plano de Desenvolvimento e Implementação de Gestão da Qualidade da Água, o local mudou o seu destino. Com a revitalização do rio Cheonggyecheon, o Han também passou por mudanças e hoje é considerado limpo e já tem algumas espécies de peixe. O governo tem em prática, inclusive, o projeto Han Renaissance, que tem por objetivo revitalizar 12 parques à beira do rio.
Governos das cidades banhadas pelo Reno criaram Programa de Ação em 1987 (Foto: Vladimir Rys/Getty Images)
6. Rio Reno, várias cidades da Europa
Com cerca de 1,3 mil km de extensão, o rio nasce nos Alpes Suíços e banha seis países europeus até desaguar no Mar do Norte, na Holanda. Durante muitos anos recebeu dejetos de zonas industrias, o que o levou a ser conhecido, em 1970, como a cloaca a céu aberto da Europa.
Um dos principais casos de contaminação aconteceu em 1986, quando 20 toneladas de substâncias altamente tóxicas foram despejadas no rio por uma empresa suíça. Com o ocorrido, o governos das cidades banhadas pelo Reno se reuniram e criaram o Programa de Ação para o Reno em 1987, investindo mais de 15 bilhões de dólares em sua recuperação, que contou com a construção de estações de tratamento de água monitorado. O resultado são 95% dos esgotos das empresas tratados e a existência de 63 espécies de peixes vivendo por ali hoje.
Cleveland investiu U$ 3,5 bi para purificar água do Cuyahoga e seus sistemas de esgoto (Foto: Cuyahoga jco)
7. Rio Cuyahoga, Cleveland (Estados Unidos)
Localizado no estado de Ohio, ele conta com 160 km de extensão, passando pelo Parque Nacional do Vale Cuyahoga e desaguando no Lago Eire. Hoje ele é parte fundamental do ecossistema da região, sendo lar e fonte de sustento de diversos animais. No entanto, a história era bem diferente em um passado não muito distante.
Devido à atividade industrial maciça e o esgoto residencial da região entre Akron e Cleveland, o rio era bastante poluído. Para piorar a situação, em junho de 1969, uma mancha de óleo e outros produtos químicos incendiaram o rio. Por conta desses fatores, em 1970 foi assinado o Ato Nacional de Proteção Ambiental, que viabilizou a criação do Ato Água Limpa, em 1972, estipulando que todos os rios do país deveriam ser apropriados para a vida aquática e para o lazer humano.
Assim, Cleveland investiu mais de 3,5 bilhões de dólares para a purificação da água do Cuyahoga e dos seus sistemas de esgoto. E a previsão é de investir mais 5 bilhões nos próximos 30 anos para manter o bom estado de suas águas.
Galerias pluviais foram reconstruídas nos Canais de Copenhague Foto: Pramzan45/Wikimedia Commons
8. Canais de Copenhague (Dinamarca)
Provavelmente você conhece a capital dinamarquesa por ser referência no assunto meio ambiente. Hoje ela possui uma meta muito clara: quer chegar em 2025 como a capital a primeira capital do mundo a neutralizar suas emissões de carbono.
Mas nem sempre foi assim. Antes os canos que levavam a água da chuva para os rios e canais muitas vezes se misturavam com a rede de esgoto, transportando os dejetos para as águas. Além disso, o entorno do rio era uma área industrial, o que fazia com que boa parte do lixo da região fosse para os canais e rios.
Em 1991, no entanto, surgiu o plano de despoluição das águas e a remoção da área industrial ao redor do rio. Assim, as galerias pluviais foram reconstruídas, os reservatórios de água foram estabelecidos em pontos estratégicos da cidade para que a água da chuva se armazenasse em caso de tempestade e o encanamento dos esgotos foi melhorado. O lixo, por sua vez, passou a ser reciclado e incinerado.

Hoje os habitantes e turistas podem, até, tomar banho nas piscinas públicas artificiais criadas pelo governo.

Rio Tietê, São Paulo - Foto: Divulgação
FOTO: divulgação
Pegue seu cartaz " Eu quero o Rio Tietê limpo!", fotografe e mande para nosso e-mail: contatoagitoculturalzn@gmail.com
QUE POSTAREMOS EM NOSSA FAN PAGE: